ENQUANTO UNS PASSEIAM DE FERRARI,
OUTROS ESPERAM NA FILA DA SAÚDE.
PRESSIONE PELA CPI DA SAÚDE!
PELA ABERTURA DE UMA CPI DA SAÚDE!

O Ministério Público e a Polícia Federal investigam desvios de recursos da saúde de Campinas! Em uma operação no dia 30/11, foram executados 33 mandados de apreensão e busca em sete cidades de SP, incluindo Campinas. Aqui, os mandados foram no Hospital Ouro Verde, na Prefeitura e no condomínio Alphaville. Uma pessoa foi presa, apreendida até com Ferrari e BMW!

Fernando Franco, ligado à organização da OS Vitale (gestora do Ouro Verde), foi preso! Na casa de Anésio Corat Júnior, Diretor da Secretaria de Saúde de Campinas, foram apreendidos R$ 1,2 milhões. Onde há fumaça, há fogo e esse fogo está atacando as vidas de todos os usuários da saúde de Campinas!

A saúde de Campinas vem sofrendo! São falta de medicamentos, de médicos, de tempo para atender a população, de equipamentos e por aí vai. O próprio Hospital Ouro Verde vem tendo uma série de paralisações por falta de pagamentos da sua administradora: a OS Vitale. A Prefeitura inclusive adiantou recursos para pagar os trabalhadores.

Isso não pode ficar assim! Precisamos exigir dos vereadores que cumpram sua função: fiscalizar o Executivo. É para isso que servem as Comissões Parlamentares de Inquérito, as famosas CPIs. A população não pode ficar na fila do SUS enquanto poucos se aproveitam para andar de Ferrari por aí. Campinas não pode mais esperar: precisamos de uma CPI da Saúde agora!

PEÇA A CPI DA SAÚDE AOS VEREADORES!

Quem você vai pressionar (24 alvos)
    Como funciona?
    1. Estamos conectando com o alvo da vez...
    2. Assim que alguém atender do lado de lá, vamos te ligar
    3. Quando você atender, conectamos as ligações
    4. Agora é com você, hora de pressionar!

    0
    PESSOAS QUEREM A CPI DA SAÚDE

    COMO SE POSICIONAM OS VEREADORES?
    Veja quem já apoia/não se posicionou/não apoia a CPI da Saúde!

    RELEMBRE


    A Minha Campinas é uma rede de pessoas preocupadas na construção de um processo de tomadas de decisão de interesse público mais participativo na cidade. Não podemos ficar parados diante de uma situação tão ultrajante quanto essa com a nossa saúde. Nossos representantes precisam fiscalizar essa situação!
    Para manter nossa independência, não recebemos recurso público, de partidos e empresas concessionárias de serviços públicos. Por isso, precisamos da sua doação para continuar mobilizando!